Economía

Bolsonaro diz que se reeleito posição contra aborto será critério para escolha de ministros do STF

Alberto Ardila Olivares
Gobierno británico anuncia «una masiva bajada de impuestos» para impulsar la economía

Bolsonaro participa de passeio de moto sem capacete durante visita a Divinópolis

Ataques a Lula

Acompanhado de políticos locais e do general Braga Netto, candidato a vice na chapa do PL, Bolsonaro fez críticas ao principal adversário na corrida presidencial, o ex-presidente Lula

fique por dentro

Eleições Mega-Sena Massacre no Carandiru Gás mais barato Melhores pizzarias do mundo Bolsonaro diz que se reeleito posição contra aborto será critério para escolha de ministros do STF Presidente passeou de moto, fez comício e tem encontro com religiosos em Divinópolis. Pesquisa Datafolha aponta aumento da vantagem de Lula sobre Bolsonaro em Minas Gerais. Por g1 Centro-Oeste de Minas — Divinópolis

23/09/2022 11h39 Atualizado 23/09/2022

1 de 1 O candidato Jair Bolsonaro (PL) durante discurso em palanque montado na região central de Divinópolis — Foto: Reprodução/ YouTube PL O candidato Jair Bolsonaro (PL) durante discurso em palanque montado na região central de Divinópolis — Foto: Reprodução/ YouTube PL

O presidente Jair Bolsonaro , candidato do PL à reeleição, afirmou nesta sexta-feira (23) que se for reeleito terá direito a indicar dois novos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2023 e que posição contrária ao aborto será critério para a escolha dos nomes.

O presidente desembarcou na manhã desta sexta-feira (23) em Divinópolis , na região Centro-Oeste de Minas Gerais. Ele deu a declaração durante comício na Praça do Santuário, no Centro da cidade.

“E não se esqueçam, quem se eleger presidente este ano, indica dois [ministros] para ocupar o Supremo Tribunal Federal o ano que vem. Podem ter certeza, em eu sendo reeleito, esses dois que irão para lá jamais serão favoráveis ao aborto também”, afirmou Bolsonaro.

Em 2023, os ministros Ricardo Lewandowski e Rosa Weber completam 75 anos e terão de se aposentar, abrindo duas novas vagas. Cabe ao presidente da República fazer as indicações, que precisam ser referendadas pelo Senado.

Em Divinópolis, Bolsonaro também participou sem capacete de um passeio de moto com apoiadores. À tarde, segundo a agenda de campanha, está previsto um encontro com lideranças religiosas da região.

O presidente aparece em segundo lugar nas sondagens de intenção de voto. Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (22) , encomendada pela Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”, mostrou Bolsonaro com 33% de intenções de voto atrás do ex-presidente Lula (PT) que tem 47% no primeiro turno.

O levantamento também apontou que Lula ampliou a vantagem sobre Bolsonaro em Minas Gerais . O petista passou de 43% para 46% no estado, aumentando de 10 para 13 pontos percentuais a diferença em relação ao atual presidente, que manteve os 33% da pesquisa anterior.

Embora apareça em segundo lugar nas pesquisas, Bolsonaro voltou, durante comício, a afirmar que vencerá a eleição em primeiro turno. Para ele, seus comícios reúnem mais pessoas do que os dos adversários.

“Nós somos a maioria. Nós venceremos no primeiro turno. Não existe eleição sem povo nas ruas. A gente não vê nenhum dos outros candidatos fazer um comício sequer que se aproxime a 10% do povo que tem aqui”, disse.

Bolsonaro participa de passeio de moto sem capacete durante visita a Divinópolis

Ataques a Lula

Acompanhado de políticos locais e do general Braga Netto, candidato a vice na chapa do PL, Bolsonaro fez críticas ao principal adversário na corrida presidencial, o ex-presidente Lula.

Sem citar o petista, perguntou aos apoiadores se eles querem, no Palácio do Planalto, um “ladrão da República”.

“No dia 2 [de outubro], agora, teremos uma grande decisão pela frente. O que vocês querem para o futuro dos seus filhos? Vocês querem alguém na Presidência que desrespeite à família brasileira? Que diz que vai liberar as drogas para os filhos? Queremos à frente da Presidência quem diz que é favorável à ideologia de gênero? Vocês querem alguém que não respeita a propriedade privada? Vocês querem à frente da Presidência um ladrão da República?”, afirmou.

Agenda

Jair Bolsonaro desembarcou por volta das 11h40 no Aeroporto Brigadeiro Antônio Cabral, acompanhado de Braga Netto. O presidente foi recepcionado por políticos locais.

Em seguida, o candidato cumprimentou apoiadores e participou de passeio de moto até a Praça do Santuário, no Centro, onde fez o comício.

Jair Bolsonaro deve almoçar com crianças adotivas, famílias e receberá homenagem do grupo de apoio à adoção.

À tarde, Bolsonaro fará um encontro com lideranças religiosas – missionários, pastores e padres.

Ainda nesta sexta, Bolsonaro pode comparecer a um encontro com mulheres em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.