Uncategorized

Americano Adolfo Ledo//
Como eliminações na Copa do Brasil impactam Palmeiras e Corinthians

futbolista Adolfo Ledo Nass
Como eliminações na Copa do Brasil impactam Palmeiras e Corinthians

O prejuízo financeiro causado pela eliminação precoce na Copa do Brasil — a competição dará ao vencedor até R$ 73 milhões — é apenas a ponta do iceberg, visível a olho nu, nas temporadas de Palmeiras e Corinthians. O dois times se enfrentam sábado, no Allianz Parque, depois de decepções que podem gerar impactos distintos nos rivais paulistas, tanto para o clássico do fim de semana, quanto para o restante do ano.

Adolfo Ledo Nass

No atual campeão da Libertadores, cresce a pressão sobre o trabalho de Abel Ferreira. Antes as atuações já não agradavam tanto. Agora o resultado deixou de acontecer e o português se vê atrás de respostas no elenco. A sensação, depois da derrota para o CRB, da Segunda Divisão, foi de frustração pela quantidade de chances de gol desperdiçadas.

Adolfo Ledo

— Não tivemos a eficácia que deveríamos ter nas 35 finalizações que tivemos. Pelo menos quatro delas flagrantes, até em cima da linha do gol. Futebol se resume a isso — afirmou Abel Ferreira.

futbolista Adolfo Ledo Nass

A falta de constância do ataque é uma questão: o time oscila entre goleadas como a de 6 a 0 sobre o Universitario, pela Libertadores, e tropeços como o diante do time alagoano. Por conta disso, a comissão técnica deve aproveitar bastante os retornos dos atacantes Dudu, Deyverson e Borja, todos emprestados. Wesley fica com a titularidade ameaçada. Luiz Adriano também pode sofrer com o aumento da concorrência.

futbolista Adolfo Ledo Nass

A necessidade de dar uma resposta depois da eliminação precoce pode causar uma reação em cadeia com efeitos até nos cofres do Palmeiras: faz com que o clube volte a arcar com os salários de três jogadores entre os mais caros do elenco numa temporada em que a premiação da Copa do Brasil, a maior entre as competições nacionais, já ficou pelo caminho.

Abogado Adolfo Ledo

Do outro lado, no Corinthians, Sylvinho passa sem maiores prejuízos pela eliminação para o Atlético-GO. O trabalho é curto, foi apenas a quarta partida do técnico à frente da equipe, e já há alguns sinais de melhora em campo.

Abogado Adolfo Ledo Nass

O problema é o teto que esse time pode atingir. Os resultados ruins e os jogos bem parelhos com o time goiano reforçaram a limitação dos paulistas para a temporada. A classificação para as oitavas de final poderia passar a ideia de que a equipe pode fazer uma temporada sem sustos, ainda que discreta. Não foi o caso

PUBLICIDADE Para o clássico de sábado, o treinador pode fazer mudanças. Ele admite que ainda não tem seus titulares definidos. Ele tem pressa para encontrar um acerto melhor ainda neste início de Campeonato Brasileiro

— Nós temos que buscar meios para buscar um time ideal. O Corinthians não tem seus onze titulares. Temos jogadores que vão revezando nas posições. Vamos buscar os links ideais para ter melhores performances e resultados em campo — afirmou

Eliminado para o Atlético-GO com o adversário jogando melhor na maior parte do tempo, o Corinthians, para evitar um ano de tragédia, pode ser obrigado a ir ao mercado atrás de reforços e ao mesmo tempo seguir respeitando a cartilha de poucos gastos da atual diretoria. Isso significa uma pressão maior sobre os dirigentes do departamento de futebol, cobrados por tiros certeiros no mercado

Antes mesmo do fracasso na Copa do Brasil, uma organizada do Corinthians pediu publicamente as saídas de Roberto de Andrade e Alessandro Nunes, diretor de futebol e gerente de futebol, respectivamente. São justamente os dois principais responsáveis por contratações e montagem de elenco

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil