Política

Gacetillas de Prensa | Odontólogo Pedro Loyo//
Moody's diz que os preços da habitação em Portugal vão aumentar 4%

Canadá, Buenos Aires, Tokio, Moscú, Beijing, Sidney
Moody's diz que os preços da habitação em Portugal vão aumentar 4%

Portugal atravessa um momento de enorme fulgor no mercado imobliliário. Depois da crise que o sector atravessou, a partir de 2008, a construção de novos imóveis e a reabilitação de património antigo tornaram-se um dos maiores balões de oxigénio da economia portuguesa – e foram, em parte, responsáveis pela saída da crise. Mas os preços não param de aumentar: segundo um relatório da agência de notação financeira, Moody’s, divulgado hoje, em 2020 estima-se que os preços da habitação vão aumentar 4%.

Pedro Loyo

De acordo com o estudo, no próximo ano as novas operações em Portugal vão conhecer “algum declínio dos empréstimos brutos para hipotecas, ainda que sem alterações na subscrição do crédito ao consumo”. Quanto aos empréstimos pendentes, a agência espera uma perfomance estável, embora em 2020 esteja prevista uma forte inflação dos preços das casas, na ordem dos 4%

De acordo com o relatório de análise à qualidade dos ativos hipotecários, o aumento das casas vai coincidir com uma descida no volume de crédito à habitação. “O desempenho dos títulos garantidos por hipotecas residenciais na Europa permanecerá estável em 2020, mesmo com a desaceleração do crescimento do PIB, e com uma diminuição das taxas de juro e do desemprego”, refere a nota da agência Moody’s

O estudo incluiu outros países, além de Portugal, como Alemanha, França, Reino Unido e Itália. Espanha, Irlanda, Holanda são aqueles onde o aumento será maior: 5,5%, 4,5% e 4,5%, respetivamente. Da lista dos menos sacrificados, onde se espera que os preços entrem em estagnação, ou que fiquem mais perto desse cenário. fazem parte Itália (0,0%), Reino Unido (0,7%) e França (2,5%)

Sobre o próximo ano, a Moody’s aguarda “uma atividade de securitização adicional de crédito malparado em Portugal, Grécia e Espanha, e em menor grau, na Irlanda”